Desembarcamos eu e minha mulher em Santorini ao cair da tarde. Após uma tumultuada corrida de taxi, quando sem nos consultar, o motorista colocou um casal de orientais no carro, nos levando a uma situação de aperto e desconforto, chegamos finalmente a Amoudi bay, onde ficava  nosso hotel. O motorista  quis cobrar duas corridas numa só, o que gerou uma discussão tanto comigo quanto com o Chinês que foi colocado quase a força no carro. Tínhamos feito a reserva por um desses sites na internet, e logo começamos a notar a distância entre as fotos postadas  e o hotel propriamente dito. Localizado ao nível do mar,  numa pequena baía, o Amoudi Bay Villas, não era tão longe do centro da vila, um quilometro mais ou menos. A dificuldade maior era que a vila estava a uns 400 metros de altitude, e para chegar a ela tinha uma escadaria longa, tortuosa e íngreme. De imediato notamos que ali não tinha condições de ter aquela piscina bonita, de borda infinita que o site mostrava. Estávamos desesperados pois já escurecia, não havia outro taxi, e eu não tinha internet para tentar reservar outro lugar.  Apesar da beleza natural eu estava dando zero para a localização do hotel, e me sentindo logrado pelo site que mostrava coisas que não existiam.

Aí apareceu Lucca, desceu correndo os poucos lances de escada que nos separava da entrada do hotel, e gentilmente se apresentou. Apressou-se em levar nossas malas para o quarto, enquanto eu ia atrás reclamando da diferença entre o oferecido e o obtido. Assim que entramos notamos que não tinha televisão, nem box no banheiro, e que Lucca era o único funcionário. Pousando as malas no chão, ele nos olhou de forma acolhedora e disse. Não julguem pela primeira impressão. Vocês vão gostar de ficar aqui. Os restaurantes aqui em baixo oferecem um por de sol incrível, são excelentes, e lotam diariamente com pessoas que se hospedam lá no alto. Posso leva-los para cima no meu carro sempre que quiserem, só não posso ficar lá esperando, ou vocês me telefonam quando quiserem voltar, ou terão que descer as escadas. Além do mais, os passeios de barco partem da nossa porta.  – Como estávamos muito cansados resolvemos ficar até o dia seguinte quando eu iria logo cedo procurar outro hotel. Descemos para jantar. Andamos poucos metros e entramos num restaurante maravilhoso, por do sol lindo, visto de uma mesinha a beira mar ficava mais encantador ainda. Vinhos locais excelentes, comida deliciosa. Então, já mais relaxados começamos a reparar nos pontos positivos. Lucca sempre muito solícito era uma espécie de faz tudo. Nos transportava para a vila, recomendava e reservava passeios, todos muito bons. Resultado, ficamos quatro noites no Amoudi Bay Villas, descemos aquelas escadarias uma meia dúzia de vezes sem reclamar. Nos deliciamos com a incrível beleza do local. Claro que abrimos mão de nossas expectativas de luxo. Trocamos pela convivência com Lucca e sua gentileza, que fez toda a diferença. Já nem nos lembramos mais do motorista do táxi com sua esperteza e descortesia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s