É claro que qualquer brasileiro em tese pode se candidatar à presidência da república, desde que filiado a um partido político. Temos presenciado uma profusão de candidatos de todos os matizes ideológicos, de classes sociais variadas, de níveis culturais variados, e representantes dos mais distintos  interesses políticos e/ou econômicos. Essa troupe heterogênea é composta de elementos altamente volúveis, que hora se apaixonam por um partido, ou por um programa, e a curtíssimos intervalos mudam completamente suas trajetórias, apaixonando-se por outros antes combatidos e detestados. E a cabeça do eleitor que aguente. A tentativa de embaralhar o jogo político, desviando a atenção do povo de seus malfeitos antigos e recentes é muito grande. Camuflando realidades pelas quais agora prestarão contas ao eleitor. Este, não tendo grande discernimento tende a coloca-los todos na vala comum da mediocridade e da desonestidade. Alguns desses candidatos tentam passar ao povo, e com muita ênfase, que resolverão todos os problemas que enfrentamos, num período de quatro anos, pois essa é a duração do mandato, ou de oito caso reeleitos. Prometem, prometem, prometem. Só falta prometerem que em seus mandatos as galinhas botarão bifes. Existem afirmações fantasiosas e inverossímeis, e algumas saudosistas e retrogradas. Entre estas últimas está uma que alardeia a volta da caserna, como sendo solução para nossos males. Esta proposta prevê uma agenda, que para ser exeqüível implicaria no fechamento do congresso pois a depender dele não sairia do lugar. No grito não se governa. Não é compatível com a democracia. Portanto nada de marcha a ré. Tenho minhas preferências, e lutarei por elas, mas me curvarei à vontade legítima da maioria.  As coisas mudaram, o mundo mudou, o Brasil mudou. Teremos que encontrar soluções dentro da nova realidade, tirando proveito da atual velocidade da informação, das novas tecnologias, da modernidade. A retirada das laranjas podres do cesto da política pelo voto, será fundamental, mesmo que leve trinta anos. Não há motivos para desânimo, vamos votar de maneira consciente e dar nossa contribuição para a democracia. Nunca haveremos de ver nossa Pátria ser dirigida de dentro de um presídio, e nem novamente de coturnos. Temos capacidade para encontrar soluções mais eficazes, e mais inteligentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s