Deixarei meu casulo, rumo à luz do sol

Irei de encontro à liberdade e à vida

Imerso em esperança, e livre de amarras

Retomando  a marcha  interrompida

 

Sem medo reativarei meus sonhos

Sem mágoas seguirei meu caminho

Um ser melhor, mais doce, e solidário

A caminho dos ditames do destino

 

As marcas ficarão no passado

De um tempo duro, imposto pela força

De um inimigo cruel e invisível

Deixarei meu casulo de cabeça erguida

Para viver com mais amor e confiança

O que ainda restar de minha vida.

 

AVP-11/04/2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.