Pouco depois das oito da manhã o telefone tocou. Era Sandra, nossa empregada. Como seu horário é as sete e meia, perguntei “O que foi Sandra, o ônibus estragou?”. Com a voz meio hesitante soltou a bomba: “Patrão, não é que eu esteja atrasada, é que eu não vou mais. Avise a patroa por favor”. Fiquei mudo por alguns instantes, então ela prosseguiu: “A minha irmã está precisando de mim. Ela é casada com um senhor muito idoso. Uns noventa anos eu acho. Está difícil para ela cuidar dele e fazer as outras tarefas da casa. Então ela vai me pagar para ajudar a cuidar do velhinho, coitado!”.  Eu estava possesso com a atitude dela de nos abandonar justo no meio dessa quarentena. Mas nada é tão ruim que não possa piorar.  Por outro lado temia a reação da minha mulher quando soubesse. Sempre que ficamos sem empregada, o humor dela desaparece completamente, e sobra para todo mundo, inclusive eu. Imaginei a evolução das coisas: Do céu para o purgatório, e se demorar muito… para a casa do tinhoso. – Começamos a nos preparar para mais uma falta, além da liberdade agora faltaria também nossa auxiliar já de algum tempo. Esquematizamos mais ou menos as tarefas da casa para enfrentar mais essa privação.  A primeira semana foi bem, na segunda já começou a encaroçar o angu. A paciência da gente vai ficando mais curta, as dores no corpo começam a incomodar cada vez mais. Você começa a implicar com a patroa e ela com você. Cada pedido parece uma ordem ditatorial, um amua para cá o outro amua para lá. Hoje Sandra ligou novamente, dizendo que o velhinho que ela estava ajudando a cuidar, pegou a tal doença do corona e foi para a UTI. “Agora estou com medo, se ele morrer e eu fico sem os dois empregos”. Me deu ganas de falar: “volte para cá correndo minha filha, seu lugar ainda te espera”. Mas me contive, esse não é meu departamento. A patroa é que resolve. “Bem, vem cá, telefone pra você” Agora é cruzar os dedos e esperar que ela também queira que Sandra volte. Olhando de rabo de olho para a pia cheia de louça suja, aumentei a torcida. Valha me Deus!

AVP-22/04/2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.