Meu filho

Ainda te vejo menino quando já és um homem

Ainda te vejo pedir proteção, quando já te proteges a ti e a mim

Ainda insisto em mortrar-te o caminho

Quando já te orientas por instinto, instrumentos e estrelas

Ainda temo que te percas nas encruzilhadas da vida

Quando já tens o teu rumo escolhido por ti e assegurado por Deus

Ainda me preocupo em livrar-te de ardis

Quando já és um mestre em reconhece-los e contorna-los

Ainda insisto em atitudes de pai

Quando cabem mais agora as de amigo

Ainda me preocupo em que te sintas só

Quando já tens uma doce companheira e uma legião de amigos

Ainda me preocupo em que te sintas triste

Ainda me preocupo em que te sintas fraco

Ainda me preocupo quando sentes medo

Ainda me preocupo que…

Ainda me preocupo…

Ainda me…

Ainda…

Ai…

Coisas de Pai

 

AVP/JANEIRO/2020

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.