NATUREZA MÃE

O vento é amigo da nuvem

A nuvem é mãe da chuva

Que irriga a natureza

A natureza com certeza

Creiam crentes ou ateus

É nada mais nada menos

Que a face visível de Deus

O sol a lua as estrelas o dia a noite

Os pássaros, o ar o perfume a vida

São mimos  que recebemos

Desta mãe tão desprendida

 

De volta leva o desprezo,

O desdém, o desrespeito

Quando o homem lhe devolve

“In natura” seus rejeitos

Envenena a terra os rios o ar os alimentos

Derruba florestas, polui os mares

E ainda reclama, apesar dos pesares

 

Quando cansada de agressões reage

Enchentes, furacões, deslizamentos

Raios, maremotos, Terremotos

Seca escassez sofrimentos

Eis seu recado direto:

Não haverá mais bonança

Entendam minha revolta,

Quero o respeito de volta

Ou aguentem minha vingança

 

AVP-07/07/2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.