Ao choro convulsionado

Se opõe sorriso sereno

A grandeza do meu sonho

Torna o impossível pequeno

O amor se opõe ao desprezo

Menosprezo ao bem querer

Indiferença ao desejo

O sol inveja meus olhos

No momento em que te vejo

Quisera parar o tempo

E desligar-me do espaço

Ficar por tempo infinito

No calor do seu abraço

Coisas que não se controla

São caprichos da razão

Eu não entendo o destino

Se quero, porque não posso

Morar no seu coração?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.